Rede Feminina de Combate ao Câncer - João Pessoa - Paraíba

Enfermaria

Clique na foto para abrir a galeria ampliada

Um instante de desabafo, um encontro motivador...

O lugar do refúgio, um espaço que esconde os medos, as inseguranças, as noites de solidão e dor. Em cada enfermaria habita um coração necessitado de apoio e incentivo à vida. E os voluntários da Rede Feminina estão ali, prontos para cuidar e oferecer aos pacientes internos momentos de diálogo, conforto e alívio.

Abércio Daniel Araújo Mororó é coordenador da equipe de voluntários nas visitas às enfermarias e há nove anos está na Rede Feminina de Combate ao Câncer. As atividades que desenvolve nessas visitas compreendem a necessidade do paciente de atenção, de ser acolhido e orientado sobre sua própria doença. A cada leito levam um pouco de música, oração e apoio. Procuram favorecer um ambiente hospitalar mais ameno aos internos.

Com o desejo de implantar técnicas de relaxamento e massagens que proporcionem alivio na dor, tensão e ansiedade dos pacientes, Abércio declarou que o objetivo de todo trabalho voluntário é devolver a autoestima aos doentes, que se encontram abalados e perdidos. Segundo ele, muitos dos internos escondem dos familiares os sentimentos de revolta, tristeza e desânimo devido à doença e, naquela visita, desabafam. Entre as palavras ouvidas ele já viu o desespero dos que já foram rejeitados até por amigos e vizinhos.

As visitas às enfermarias acontecem todos os dias, inclusive nos sábados, domingos e feriados.width="300px"